Grupo de Pesquisa

Finanças Analíticas

Sobre


Sobre
Os setores financeiros do meio empresarial e público estão a cada dia mais se deparando com problemas que aglomeram simultaneamente entendimentos multidisciplinares de finanças, programação, engenharia econômica, machine learning, econometria e administração. Emergiu na última década nos países desenvolvidos, então, a linha de estudos em finanças analíticas, somando em suas pesquisas todos os aparatos ferramentais e teóricos destas áreas.

Neste contexto, nasce o Grupo de Pesquisa em Finanças Analíticas, formalmente cadastrado no CNPQ - CLIQUE AQUI para acessar o espelho do grupo. A equipe é formada por pesquisadores e discentes com formação multidisciplinar e focados nas áreas quantitativas com o intuito de ofertar capacidade analítica às publicações científicas geradas. A coordenação do grupo é de responsabilidade do Prof. Dr. Daniel Christian Henrique.

O principal objetivo do grupo é desenvolver pesquisas e informes científicos em todas as áreas das finanças analíticas ou envolvendo várias delas. Para atingir este propósito, são gerados projetos de extensão, projetos de pesquisa e orientações de monografias focados na análise de viabilidade de empreendimentos ou na análise de bancos de dados públicos de municípios, estados, órgãos federais e mundiais, assim como em dados de empresas de capital aberto e de setores ofertados pela B3.

Os discentes participantes são bolsistas PIBIC (Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica), PROBOLSAS (Programa de Bolsas de Extensão), orientandos de monografia ou voluntários. Quanto aos projetos de pesquisas, extensão e desenvolvimento de monografias, gerar-se-á pesquisas e informes científicos para postagem neste site ou para possíveis publicações em congressos e revistas especializadas. Há espaços também para divulgação das publicações efetivadas ao longo da carreira dos participantes relacionadas às áreas das finanças analíticas, assim como para divulgação das monografias orientadas pelo coordenador do grupo com maior relevância mas que não foram publicadas, desenvolvidas pelos discentes dos cursos de graduação em Engenharia de Produção da UFSC.

Pesquisas 2020/2021


  •  26/11/2021 09:13

Autores: João Carlos Prats Ramos (bolsista Pibic) e Daniel Christian Henrique. O Brasil historicamente sempre se mostrou fortemente dependente das exportações de suas commodities agrícolas e minerais. Essa dependência conduz a uma constante análise da relação entre as variáveis macroeconômicas do país para efetivação de possíveis previsões quanto a seus impactos nas finanças das empresas dos segmentos do agronegócio da B3....

  •  29/09/2021 10:13

Autor: Felipe Vieira Leandro da Silva. Orientador: Prof. Daniel Christian Henrique. No final do ano de 2019, a economia mundial foi impactada com a pandemia da COVID-19 e o subsetor de comércio foi amplamente impactado pelo fechamento de diversos pontos comerciais e uma forte migração dos consumidores para o e-commerce. O presente trabalho se propõe em aplicar diferentes metodologias preditivas nas principais empresas de capital aberto do subsetor de comércio usando as séries temporais da receita operacional líquida levando em consideração o impacto da pandemia. A conclusão desse estudo quantitativo se faz com a comparação de acuracidade entre os modelos.

  •  21/12/2020 19:54

Autora: Christine Silva Saurin. Orientador: Prof. Daniel Christian Henrique. As instituições do terceiro setor, popularmente chamadas de ONG (organização não-governamental), atuam nos mais diversos ramos de trabalho. Muitas surgem a partir da incapacidade do governo de suprir todas as demandas sociais, dando espaço para o setor privado criar iniciativas para suprir questões sociais que consideram importantes, através de instituições privadas que não visam ao lucro. Porém, mesmo que o número de novas ONGs tenha crescido nos últimos anos, a taxa de mortalidade também é elevada, em torno de 70% no primeiro ano de criação, especialmente por falhas no planejamento e na gestão financeira. Uma solução que algumas ONGs encontraram para tentar minimizar este problema foi oferecer serviços ou abrir pequenos negócios que aproveitem o conhecimento e habilidades dos seus colaboradores....

  •  21/12/2020 10:02

Autor: João Marcos Seraphim Mello. Orientador: Daniel Christian Henrique. Esta pesquisa sugere uma forma diferente das metodologias tradicionais para formulação de carteira, utilizando o método AHP como auxílio na formação de portfólios, para investidores com conhecimento de análise fundamentalista. Após a ferramenta AHP desenvolvida, por meio de uma pesquisa aplicada foram coletados dados de diferentes investidores e elaboradas carteiras e fronteiras eficientes através do Economatica....

  •  21/12/2020 08:55

Autor: Pedro Augusto Dalinghaus dos Santos. Orientador: Daniel Christian Henrique. O segmento de cuidados animais está destacando-se devido ao seu forte crescimento e à sua aparentemente blindagem frente às crises. Recentemente, o setor absorveu o impacto inicial gerado pela crise do COVID-19 mostrando uma recuperação bastante sólida e disparando 30%. Nesse contexto, esta pesquisa objetiva analisar a viabilidade econômico-financeira de diferentes investimentos, buscando identificar a mais atrativa para um investidor atuar nesse setor. Para isto, foram consideradas quatro alternativas de petshops em que foram realizadas análises mutuamente excludentes a fim de definir qual seria o melhor modelo de negócio: Dois modelos tradicionais focados no atendimento no local, diferenciados pelo portfólio de serviços, um modelo móvel que realiza todos os atendimentos em domicílio e uma última alternativa que permite atendimento no local e em domicílio mediante reserva....

  •  11/11/2020 08:41

Por Daniel Christian Henrique e Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS). Pesquisa publicada no 7º Encontro Brasileiro de Economia e Finanças Comportamentais da FGV. Esta pesquisa objetivou analisar a possibilidade de ocorrência do Efeito Overconfidence durante a pandemia do coronavírus no mercado norte-americano, no qual houve uma queda drástica no S&P 500 no primeiro mês de disseminação do vírus no país seguido por uma contínua elevação do índice nos próximos cinco meses. Para este propósito, foram aplicados métodos de Vetores Autorregressivos para averiguar se o período de alta do índice foi seguido por uma alta do seu volume negociado, denotando um excesso de confiança ou a ocorrência de perda de confiança para o período inicial de queda das pontuações, com consequente diminuição de suas negociações.

  •  15/09/2020 14:45

Autor: Ilan Blanche. Orientador: Daniel Christian Henrique. O empreendedorismo e a criação de novos negócios são fatores fundamentais na construção de um país mais próspero economicamente. Neste contexto, previamente à criação de um novo empreendimento, torna-se fundamental a realização de uma análise estratégica e econômica deste novo negócio a fim de que este tenha mais chances de sucesso. O objetivo deste trabalho é identificar e analisar os principais fatores estratégicos e econômicos que influenciarão no sucesso de um novo negócio envolvendo a importação de três produtos desinfetantes de origem israelense para serem comercializados no mercado brasileiro....

  •  30/06/2020 15:50

Por Frederico Werner de Mascarenhas e Daniel Christian Henrique. Tomado o inexpressivo rol de publicações na vertente de portfólios de venda a descoberto imersas no mercado acionário nacional, é pertinente questionar para este contexto aplicado à B3: (1) qual o percentual máximo de retorno x risco que seria possível auferir com um trabalho adequado de diversificação para a estratégia Long and Short aplicada nos demonstrativos financeiros de 2015 a 2018 antes da pandemia do covid-19 e projetados para um período futuro de 3 anos (até 2021)? Em seguida, comparar a com uma nova projeção destes dados durante o pico da pandemia, com projeção para até 2023. Ainda seria possível auferir retornos com investimentos de maior risco nesta diversificação adotada em um período tão crítico?

  •  22/06/2020 17:30

Autores: Daniel Christian Henrique, Gustavo de Oliveira Tincani e Bruno Luiz da Paciência. Nesta pesquisa foram desenvolvidas três análises mutuamente excludentes de um restaurante de Pratos Feitos (PFs), aplicando a metodologia de valuation de Copeland, Coller e Murrin (2002): (1) restaurante diurno e noturno com entrega via pedidos de aplicativos, (2) restaurante diurno com vertente noturnas de bar e (3) restaurante diurno com pizzaria noturna. A primeira alternativa demonstrou maiores probabilidades de lucro nas estimativas prováveis e otimistas....

Informes Científicos


  •  27/10/2021 18:32

Por Daniel Christian Henrique, Luiz Ricardo Mendes da Silva, João Carlos Prats Ramos e Gianpiero Camargo Bedin. Em continuidade à série de postagens que iniciamos com relação às variações dos preços dos alimentos em diversas regiões do país após as geadas de inverno e de possíveis mudanças climáticas, via uso de aplicações de Machine Learning nos modelos de Deciosion Tree e Randon Forest, agora discorreremos sobre as variações dos preços do tomate, do alface e do mamão na cidade de São Paulo, sob impacto das variáveis meteorológicas medidas pelo Inmet na região do Mirante de Santana. Esses três produtos foram um dos mais atingidos na capital paulista pelo frio extremos e geadas deste inverno.

  •  30/09/2021 16:17

Por Daniel Christian Henrique. Dentre as inúmeras variedades de lavouras atingidas no recém terminado inverno com as geadas, o café arábica plantado no sul e sudoeste de Minas Gerais foi um dos mais impactados, alavancando seu preço no mercado nacional e internacional. Buscou-se, então, neste informe científico pesquisar quais são as variáveis dispostas pelo INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) coletadas para as cidades de São Sebastião do Paraíso, Passos, Varginha, Caldas, Machado e Passa Quatro que mais contribuem nas flutuações da variação percentual do preço do café arábica. As variáveis dispostas pelo INMET coletadas são aquelas que possam ocasionar os diversos tipos de geada - de advecção, radiação, mista, negra ou branca ou advindas das mudanças climáticas....

  •  06/05/2021 15:46

Por Daniel Christian Henrique, João Carlos Prats Ramos (bolsista Pibic de pesquisa) e Luiz Ricardo Mendes da Silva. Após a queda abrupta em meados de fevereiro e março do ano de 2020 das bolsas de valores ao redor do mundo, houve uma contínua recuperação de forma geral, algumas inclusive superando suas pontuações pré-pandemia, como o índice S&P500. Outras por sua vez, em ritmo lento e não alcançando o patamar anterior. A recuperação em cada país, por sua vez, está entrelaçada com suas variáveis econômicas, políticas e sociais, amealhando seus índices a maiores ou menores situações de risco e consequentemente a flutuações nos seus retornos com diferentes níveis de volatilidades.....

  •  16/04/2021 18:56

Por Daniel Christian Henrique e João Carlos Prats Ramos (bolsista Pibic de pesquisa). O aumento dos custos da produção de suínos contabilizou uma elevação cumulativa de 4,78% entre janeiro e março de 2021. Se somar o fato de que o acumulado total de 2020 foi de 48,78%, desde o início da pandemia já há um percentual total de 53,56%. Parte significativa deste aumento é atribuída às elevações dos preços dos grãos que servem de nutrição aos suínos, próximo a 80% do custo total de sua produção (EMBRAPA, 2021). Os grãos mais comuns para uso no consumo de suínos é o milho e a soja

  •  20/02/2021 10:18

Por Daniel Christian Henrique, João Carlos Prats Ramos (Bolsista de pesquisa Pibic), Luiz Ricardo Mendes da Silva, Eduardo de Souza Ronsoni e Jucemar Paes Neto. Este informativo procurou analisar se haveria um relacionamento dependente dos reajustes dos rendimentos médios dos trabalhadores (não especificamente o salário mínimo) com os preços da cesta básica nas capitais brasileiras. Ainda, se as elevações ou baixas dos rendimentos médios ocasionariam reajustes dos preços das cestas básicas....

  •  24/12/2020 15:25

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS) e Daniel Christian Henrique. Há uma relação intrínseca entre as variáveis independentes “oferta de crédito” e “emprego” na análise adequada de quais delas podem mais impactar na variável dependente “vendas de veículos”. Essa relação foi averiguada, então, para o estado de Santa Catarina com um comparativo com o estado de São Paulo, visto ser o estado com a economia mais vigorosa do país. Pelo fato dos meses de fevereiro a setembro de 2020 teriam sido marcados por um período anormal de vendas de veículos advindo da pandemia, com os ânimos e ansiedades se arrefecendo próximos a outubro (mesmo com o crescimento dos casos de coronavírus decorrentes da segunda onda) e as demandas por veículos iniciarem sua retomada de vendas em outubro (confirmando ainda as pesquisas da Anfavea), optou-se por realizar as análises com dados mensais de janeiro de 2004 a dezembro de 2019 a fim dos fortes impactos do período pandêmico não gerarem distorções nas análises....

  •  29/09/2020 13:12

Por Daniel Christian Henrique, Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS), Luiz Ricardo Mendes da Silva e Eduardo de Souza Ronsoni. As praticas e recursos pedagógicos muitas vezes precisam ser diferenciados, não possibilitando a manutenção apenas da transmissão de conteúdo professor-aluno por aulas expositivas. Ensino com uso de materiais digitais, recursos audiovisuais, em laboratórios de informática, incluindo acessibilidade a discentes com deficiência visual ou auditiva, parcial ou total, são alguns dos exemplos passíveis de tornarem-se um diferencial para os discentes deste perfil de curso. Dentro deste contexto, surge a questão: quais recursos de ensino disponibilizados nas variáveis do INEP em seu Censo da Educação Superior estariam mais contribuindo ao ensino e aprendizado das modalidade presencial e a distância dos cursos superiores de tecnologia em gestão financeira?.....

  •  13/07/2020 22:30

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS) e Daniel Christian Henrique. Foi realizado um estudo objetivando averiguar se o aumento ou diminuição das probabilidades dos alunos da educação superior brasileira concluírem ou não seu curso estão relacionadas a algumas destas bolsas e financiamentos, assim como quais estão mais contribuindo para esta formação. Os dados foram obtidos do Censo da Educação Superior de 2018 (INEP, 2020) utilizando o banco de dados “Alunos” formado por 105 variáveis com mais de 10 milhões de alunos. Portanto, procedimentos de análise com programações de dados em big data foram requisitados para instauração das análises.

  •  13/07/2020 21:13

Por Daniel Christian Henrique. Grandes empresas do segmento de varejo como Via Varejo (VVAR3 ON), Magazine Luiza (MGLU3 ON) e Lojas Americanas (LAME 3 ON) já recuperaram integralmente o valor de suas cotações e até mesmo superando-as quando comparado ao período de fins de fevereiro (ECONOMÁTICA, 2020). Surge, desta forma, o questionamento: o retorno destas empresas e suas volatilidades estariam também influenciando a retomada da B3? Ou o contrário, a retomada gradual da bolsa estaria impactando positivamente nos investimentos deste segmento que tende a se concretizar ainda mais na sociedade no período pós-pandemia?

  •  23/06/2020 10:52

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS), Luis Ricardo Mendes da Silva e Daniel Christian HenriqueSão Paulo configura atualmente o estado com maior arrecadação de impostos do país (COORDENAÇÃO-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA, 2020), demonstrando o forte potencial de produção de sua indústria e de sua prestação de serviços. Adicionalmente, desponta como o estado com maior PIB do país, contabilizando em 2017 o total de R$ 2,09 trilhão (IBGE, 2020; SEADE, 2020). Todavia, com o novo panorama de previsões de diminuição do PIB brasileiro já atingindo patamares de retração que alcançam os -6,51% para 2020 (BACEN, 2020), oriundo da crise instaurada pelo coronavírus no início deste ano, o estado consequentemente também continuará sentindo seus efeitos em toda sua atividade econômica, impactando na riqueza gerada em seus segmentos produtivos. Na gestão governamental, portanto, um adequado modelo de previsão de arrecadação e do PIB Per Capta vem a ser fundamental nesta situação para equilibrar os gastos futuros e manter o estado dentro da lei de responsabilidade fiscal e projetar a retomada de seu PIB.

  •  15/06/2020 10:36

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS) e Daniel Christian Henrique. Segundo a FENAUTO (2020), desde o início da quarentena as vendas de veículos estão em queda, com recuo de 65,2% nas vendas de maio em comparação ao ano passado. No contínuo desse cenário fica o questionamento do quanto essa redução na frota futura poderá perceber mudanças na arrecadação do IPVA para o estado. Para tanto, a variável IPVA foi alocada como variável de resposta (Y) a ser explicada pelas demais (Xn) escolhidas como potenciais preditoras, a fim de analisar quais destas últimas poderiam ampliar ou reduzir a arrecadação deste tributo decorrido do impacto que a pandemia do coronavírus permeou nas vendas de veículos neste ano.

Curtas


Pesquisas Anteriores


Aqui você encontra pesquisas anteriores a 2020 publicadas em congressos e revistas científicas pelos integrantes do GPFA, individualmente ou em conjunto com outros pesquisadores

Equipe


Daniel Christian Henrique

Professor Adjunto do Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Leia Mais  

Danilo Ferreira Bento

Graduando em Engenharia de Produção Mecânica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Eduardo de Souza Ronsoni

Graduando em Engenharia Mecânica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Gianpiero Camargo Bedin

Graduando em Engenharia Mecânica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

João Carlos Prats Ramos

Granduando em Engenharia Eletrônica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Juliano Becker

Graduando em Engenharia de Produção Elétrica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Luiz Ricardo Mendes da Silva

Graduando em Engenharia de Produção Elétrica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Matheus Senem Steinke dos Santos

Graduando em Engenharia de Produção Civil pela UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Pablo André Kraemer Aliaga

Graduando em Engenharia de Produção Elétrica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Wesley Dias Oliveira

Graduando em Engenharia de Produção Mecânica pela UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Christine Silva Saurin

Graduanda em Engenharia de Produção Elétrica - Universidade Federal de Santa Catarina

Felipe Vieira Leandro da Silva

Graduando em Engenharia de Produção Mecânica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Frederico Werner de Mascarenhas

Graduado em Engenharia de Produção Civil. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. Mestrado profissional em andamento em Master of Business Administration. University of Georgia, UGA, Estados Unidos.

Luís Eduardo Fortunato

Graduando em Engenharia de Produção Mecânica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Ilan Blanche

Graduando em Engenharia de Produção Mecânica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Joao Marcos Seraphim Mello

Graduando em Engenharia de Produção Elétrica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Jucemar Paes Neto

Graduando em Engenharia Eletrônica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Kevin Luiz Rocha de Azevedo

Graduando em Engenharia Elétrica. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Pedro Augusto Dalinghaus dos Santos

Graduando em Engenharia de Produção Civil. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Ricardo Pering dos Santos

Graduando em Engenharia de Produção Civil. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Planilha AnalyticPro


Sobre a Planilha AnalyticPro

A Planilha AnalyticPro (nome provisório) é uma potente ferramenta financeira em Microsoft Excel para projeções de fluxos de caixa de projetos e empreendimentos desenvolvida no GPFA pelo Prof. Dr. Daniel Christian Henrique. Já há três anos em construção mas ingressando em suas etapas finais via projetos de pesquisa no EPS/UFSC e aplicações nas projeções de empreendimentos reais e simulados oriundos de pesquisas de monografias.

Teoria e Prática

Um dos maiores diferenciais desta planilha em relação aos softwares encontrados no mercado é sua total integração às teorias financeiras, com abas integradas e pré-concebidas para atender as diferentes fases de um fluxo de caixa direto. Notadamente já ingressa como uma das melhores planilhas de projeção financeira do meio acadêmico nacional.

Capacidade

A planilha suporta a inclusão de até 35 produtos ou serviços, com possibilidade de parcelamentos das receitas e custos; financiamento SAC ou PRICE; separação entre custos diretos, indiretos e despesas; projeção para um período previsível de até 30 anos somado a outros 30 anos de período não previsível - totalizando 60 anos de fluxo de caixa. Oferta a opção de tributação pelo lucro real ou simples nacional.

Projeções

As projeções das variações dos fluxos de caixa futuros podem ser diferenciados para cada produto, tipologia de imposto, receitas, custos ou despesas, facilitando a geração de estimativas otimistas, prováveis ou pessimistas conforme simulam-se as flutuações das variáveis principais do projeto.

Em andamento

A planilha já suporta a realização análises de cenários, análises de sensibilidade e Simulações de Monte Carlo. Mas está em andamento a possibilidade de maior automatização nos inputs dos dados de variação e geração dos fluxos de caixa decorrentes.

Faça sua pesquisa conosco

A Planilha AnalyticPro é exclusiva para uso em pesquisas, não destinada a venda. Futuramente, ao termino de seu desenvolvimento, pretendemos adaptá-la para HTML ou em executável para facilitar o uso em pesquisas e orientações do GPFA em outras universidades.

Links de Interesse


Para quem gostou de nossos conteúdos científicos, nos sites das revistas e congressos abaixo de outras universidade de renome podem ser encontradas mais pesquisas interessantes e de qualidade relacionadas às diversas áreas que compõem as finanças analíticas:

REVISTAS CIENTÍFICAS:

RBFIN - Brazilian Review of Finance: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rbfin 

Revista Contabilidade & Finanças: http://www.revistas.usp.br/rcf 

RCO - Revista de Contabilidade e Organizações: http://www.revistas.usp.br/rco 

IJIE - Iberoamerican Journal of Industrial Engineering: http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/IJIE 

RECFin - Revista Evidenciação Contábil &Finanças: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/recfin 

RAM - Revista de Administração do Mackenzie: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/RAM 

Brazilian Review of Econometrics: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/bre/index 


CONGRESSOS CIENTÍFICOS:

SIMPEP - Simpósio de Engenharia de Produção: https://simpep.feb.unesp.br/ 

CONBREPRO - Congresso Brasileiro de Engenharia de Produção: https://aprepro.org.br/conbrepro/2020/ 

ENEGEP - Encontro Nacional de Engenharia de Produção - http://portal.abepro.org.br/enegep/2020/ 

Congresso Brasileiro de Economia: https://www.cbe2019.com.br/ 

Encontro Brasileiro de Economia e Finanças Comportamentais: https://eaesp.fgv.br/centros/centro-estudos-financas/projetos/congresso-brasileiro-economia-e-financas-comportamentais 

ENANPAD - Encontro da Associação Nacional da Pós-graduação em Administração - http://www.anpad.org.br/eventos.php?cod_evento=1

Congresso Internacional de Administração: https://admpg.com.br/2020/ 


SOFTWARES GRATUITOS E PAGOS:

Nos links em sequência podem ser encontrados softwares gratuitos ou pagos, excelentes para usos em econometria, finanças e machine learning:

Eviews: https://www.eviews.com/home.html 

R: https://www.r-project.org/ 

IBM SPSS: https://www.ibm.com/br-pt/analytics/spss-statistics-software 

Gretl: http://gretl.sourceforge.net/

Entre em contato


  • Campus Universitário Reitor João David Ferreira Lima, R. Delfino Conti, s/n - Trindade, Florianópolis - SC, 88040-900