Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira: um estudo comparativo entre as modalidades presencial e a distância


29 Sep
29Sep

Por  Daniel Christian Henrique

          Jucemar Paes Neto

          Luiz Ricardo Mendes da Silva

          Eduardo de Souza Ronsoni

A disseminação de cursos superiores de tecnologia na última década com duração de 2 a 3 anos com foco maior em práticas do mercado tem possibilitado alcançar o tão sonhado diploma de ensino superior acompanhado de uma imersão em situações mais específicas de problemáticas do mercado de trabalho. Em vista deste nicho de ensino, as praticas e recursos pedagógicos muitas vezes precisam ser diferenciados, não possibilitando a manutenção apenas da transmissão de conteúdo professor-aluno por aulas expositivas. Ensino com uso de materiais digitais, recursos audiovisuais, em laboratórios de informática ou com acessibilidade a discentes com deficiência visual ou auditiva, parcial ou total, são alguns dos exemplos passíveis de tornarem-se um diferencial para os discentes deste perfil de curso, assim como o estímulo aos estudos até alcançar sua formatura.

Em somatório, o surgimento em 2020 da pandemia do coronavírus tornou ainda mais explícita essa realidade, com todos alunos e professores de escolas e universidades públicas e privadas sendo obrigados a se adaptarem em questão de meses o ensino presencial às rotinas do ensino a distância. Muitas experiências destacam-se como positivas e muitas outras, por sua vez, como negativas. Basta notar a atual grande discussão dos estados e municípios para a retomada nos próximos meses do ensino presencial, tomando as medidas de higiene e saúde necessárias para não disseminação do vírus. Portanto, é fundamental discutir o que já vinha agregando positivamente tanto ao ensino presencial quanto ao ensino a distância neste nicho tão específico de ensino que são os cursos superiores de tecnologia, para uma ainda melhor adaptação atual como para o próximo ano para ambas as modalidades.

As problemáticas pedagógicas se tornam ainda mais acentuadas para o Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira, que por sua vez, tem características ainda mais específicas pelo fato de engrenar parte considerável de seu currículo em aplicações matemáticas de cálculos financeiros em conjunto ao uso de ferramentas práticas acessíveis em planilhas eletrônicas e calculadoras financeiras. Qualquer disciplina com maior foco na área de exatas passa pela necessidade e desafio de nivelar em uma mesma turma os diferentes conhecimentos de matemática básica obtidos pelos alunos no ensino médio, constatado que muitas vezes ingressam no ensino superior com baixos níveis de conhecimento nesta área. Em disciplinas presenciais a supervisão do professor em sala de aula com apoio de monitorias em horários alternativos vem a ser uma praxe comum, apoiado por posteriores estudos de materiais impressos pelos alunos. Todavia, estariam as modernas tecnologias de ensino com recursos audiovisuais, de acessibilidade ou mesmo laboratoriais fazendo diferença no curso presencial de gestão financeira?  A discussão é ainda mais pertinente quando abordado a sua modalidade a distância, no qual o maior distanciamento físico do alunado com o professor e tutor exige ainda mais de variados meios e ferramentas de ensino para solucionar as dúvidas nos cálculos efetivados pelos alunos. Apesar do uso de polos presenciais por algumas instituições de ensino, nem sempre é possível para uma boa parcela dos alunos os frequentarem com certa regularidade, tornando o aprendizado pelos meios virtuais de interação e ensino sua principal fonte de informações.

Dentro deste contexto, surgem as questões: (1) quais recursos de ensino disponibilizados nas variáveis do INEP (2020) em seu Censo da Educação Superior estariam mais contribuindo o ingresso e conclusão dos discentes nos cursos superiores de tecnologia em gestão financeira nas modalidade presencial e a distância? As variáveis explicativas que puderam ser, então, atribuídas a este primeiro questionamento foram: material digital, material impresso, material em áudio, recursos de comunicação, recursos de informática, uso de laboratório, oferta de disciplina semi-presencial (para modalidade presencial), material ampliado, material tátil, material em braile, material em libras, disciplina em libras, tradutor de libras e apoio de interpretes.

Em compasso, procurou-se entender (2) quais destas mesmas variáveis estariam ainda impactando no uso dos recursos de acessibilidade, como o uso de materiais em libras, materiais em braile e recursos digitais acessíveis, porém alocando agora estas últimas como variáveis explanatórias (isoladamente) e a quantidade de ingressantes e de concluintes como variáveis explicativas. Alocou-se ainda, posteriormente, como variável dependente o uso de recursos de informática e uso de disciplinas semi-presenciais (apenas para o curso presencial), também com o objetivo fim de entender quais das variáveis ofertantes melhor explicariam sua adequação a esta tipologia de curso.

Metodologia

Para atender aos objetivos de pesquisa, foram coletados no Censo da Educação Superior do MEC para o ano de 2018, ano com a última atualização do ministério, as seguintes variáveis (INEP, 2020) para os 223 cursos presenciais e 98 cursos a distância de Gestão Financeira (considerando também a nomenclatura Gestão de Finanças Empresariais) atuantes em atividade no Brasil. Cursos inativos ou que ainda não formaram alunos foram descartados da listagem final:

  • QT_CONCLUINTE_TOTAL: quantidade de concluintes do curso com situação de formado. Variável discreta.
  • QT_INGRESSO_TOTAL: quantidade de ingressantes no curso de 01 de janeiro a 01 de julho. Variável discreta.
  • NU_CARGA_HORARIA: carga horária mínima do curso. Variável discreta.
  • QT_VAGA_TOTAL: número de vagas totais ofertadas pelo curso. Variável discreta.
  • QT_MATRICULA_TOTAL: quantidade de matrículas no curso, somando os alunos com situação de curso em andamento e formados. Variável discreta.
  • IN_MATERIAL_DIGITAL: uso de material digital acessível. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_MATERIAL_AMPLIADO: uso de material em formato impresso em caractere ampliado. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_MATERIAL_TATIL: uso de material em formato tátil. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_MATERIAL_IMPRESSO: uso de material impresso acessível. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_MATERIAL_AUDIO: uso de material em áudio. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_MATERIAL_BRAILLE: uso de material em braile. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_MATERIAL_LIBRAS: uso de material didático em língua brasileira de sinais. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_DISCIPLINA_LIBRAS: curso oferta disciplina de língua brasileira de sinais. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_TRADUTOR_LIBRAS: curso oferta tradutor e interprete de língua brasileira de sinais. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_GUIA_INTERPRETE: curso oferta guia-interprete. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_RECURSOS_COMUNICACAO: uso de recursos de acessibilidade a comunicação. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_RECURSOS_INFORMATICA: uso de recursos de informática acessíveis. Variável binária: (0) Não (curso tem outros meios de acessibilidade) e (1) Sim.
  • IN_OFERECE_DISC_SEMI_PRES: informa se o curso presencial utiliza disciplina semi-presencial. Variável binária: (0) Não  e (1) Sim.
  • IN_POSSUI_LABORATORIO: informa se o curso utiliza laboratório. Variável binária: (0) Não  e (1) Sim.
  • IN_INTEGRAL: discorre se o curso presencial é em turno integral ou não. Variável binária: (0) Não e (1) Sim.
  • IN_MATUTINO: discorre se o curso presencial é em turno matutino ou não. Variável binária: (0) Não e (1) Sim.
  • IN_VESPERTINO: discorre se o curso presencial é em turno vespertino ou não. Variável binária: (0) Não e (1) Sim.
  • IN_NOTURNO: discorre se o curso presencial é em turno noturno ou não. Variável binária: (0) Não e (1) Sim.
  • IN_CAPITAL: informa se o curso presencial localiza-se na capital do estado ou não. Variável binária: (0) Não  e (1) Sim.
  • IN_GRATUITO: discorre se o curso é gratuito ou não. Variável binária: (0) Não  e (1) Sim.

Pelo fato de haver variáveis binárias e discretas, foram configurados procedimentos de regressões logísticas e múltiplas, respectivamente, para cada tipologia informada. Todavia, a maior parte denota-se como binária, havendo maior número de regressões logísticas sob análise.

Para ambas as situações foram realizadas regressões com procedimentos stepwise backward, com posteriores análises estatísticas de aprovação dos coeficientes da equação por metodologias pertinentes a cada tipologia de análise, assim como da equação geral.

MODALIDADE A DISTÂNCIA DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA 

Quantidade de Ingressantes e Concluintes

Para o curso de tecnólogo em Gestão Financeira a Distância, dentre as 25 variáveis em análise, não foram computadas aquelas que se relacionavam estritamente ao curso presencial, sendo elas: IN_OFERECE_DISC_SEMI_PRES, IN_INTEGRAL, IN_MATUTINO, IN_VESPERTINO, IN_NOTURNO, IN_CAPITAL. Desta forma, foram consideradas para formulação inicial de cada equação preditiva referente ao curso a distância as restantes 19 variáveis. Conforme observado em sequência, o número de ingressantes desta modalidade de curso esteve estritamente conectado às variáveis de número de vagas totais, matrículas totais e concluintes totais. A equação aponta normalidade dos resíduos em seu gráfico de boxplot.

Conclui-se que as ofertas de vagas divulgadas é um atrativo e que as matrículas efetivadas, por sua vez, refletem-se no número de ingressantes. Ademais, o número de concluintes parece estar estimulando o ingresso de novos alunos, ofertando um indicativo de não ocorrência de forte evasão dos tecnólogos em gestão financeira.

Quanto aos números de concluintes, a seguinte relação pôde ser desenvolvida com base na equação preditiva e resíduos normalizados, frente um resultado 0,09 no teste Shapiro-Francia:

A prevalência do número de matrículas e ingressantes na predição do número de concluintes possibilita inferir uma proporcionalidade adequada entre as variáveis, confirmando o achado anterior de que há indicativos de não ocorrência de evasões em massa desta tipologia de curso tecnólogo. O maior diferencial é a significância estatística dos materiais digitais acessíveis como fundamental para finalização do curso, sem nenhuma aprovação das variáveis de materiais impresso, ampliado, áudio, braile ou libras. Todavia, isto não tira a importância destes últimos, mas o que se destaca é a relevância que os alunos ofertam ao uso do material digital no curso EaD de Gestão Financeira. Desta forma, esta variável será analisada em sequência, mas agora tomada como dependente.

Material Digital Acessível

Por se tratar de uma variável binária (1- possui material digital, 0- não possui material digital), foi realizada uma regressão logística, utilizando o método stepwise com nível de significância de 5%. Os outputs restantes dentre as 19 variáveis em análise são apresentados na tabela a baixo.

MCfadden’s R2

ML (Cox-Snell) R2

Nagelkerke R2

AUROC

0.507

0.410

0.634

0.9249

Variáveis

Estimate

Z value

Pr(<|Z|)

(Intercept)

-2.3968

-3.143

0.001671

IN_MATERIAL IMPRESSO

1.6278

2.067

0.038724

IN_MATERIAL AUDIO

2.8515

3.675

0.000238

IN_RECURSOS_COMUNICAÇÃO

2.2679

2.866

0.004163


É possível observar a boa capacidade preditiva do modelo, evidenciada pelos testes MCfadden’s e Cragg-Uhler que obtiveram um R quadrado de 0.507 e 0.634 respectivamente, assim como por seu valor AUROC de 0.9249.

Dentre as variáveis que apresentaram maior possibilidade de predição, vem a ser interessante observar a aparição do uso de material impresso. Conforme informado anteriormente, a ausência de algumas variáveis na explicação do número de conclusão de alunos não elimina a relevância da importância de uma ou outra variável quando analisado seu impacto em outras variáveis que se demonstraram essenciais ao ingresso ou formatura dos discentes. Os materiais digitais, como visto, são essenciais para os alunos chegarem ao final de suas jornadas acadêmicas da graduação, mas pode-se inferir agora que sem o uso em paralelo de materiais impressos, o grau explicativo da primeira variável poderia não ser tão significativo. 

A própria relevância do material digital acessível obtida ainda veio a requerer o uso de materiais de áudio acessíveis e de outros recursos de comunicação, ambos com valores de coeficientes relativamente iguais. Estas variáveis se integram perfeitamente na execução do aprendizado para uma modalidade de curso a distância. Mas importante ressaltar que o dicionário de variáveis do INEP(2020) destaca os materiais de áudio como essencialmente áudio de ajuda a alunos com deficiência, denotando que os materiais digitais têm integração com as necessidades de inclusão dos discentes. Frente a relevância deste achado, é importante estudar em sequência as explicações possíveis que impactam em materiais de acessibilidade de libras e braile.

Materiais em Libras e Braile

Seguindo a mesma linha de raciocínio anterior, o que poderia contribuir para que um curso de Gestão Financeira a distância utilize ou não material em Libras? Buscando responder esta pergunta, foi efetuada outra regressão logística, por tratar-se de novamente de uma variável binária. Abaixo pode-se observar os outputs configurando novamente um bom poder de previsão.

MCfadden’s R2

ML (Cox-Snell) R2

Cragg-Uhler (Nagelkerke) R2

AUROC

0.411

0.433

0.578

0.8891

Variáveis

Estimate

Z value

Pr(<|Z|)

(Intercept)

-11.120921

-2.867

0.004145

NU_CARGA_HORARIA

0.005421

2.491

0.012729

IN_MATERIAL_TATIL

2.680344

3.740

0.000184

IN_MATERIAL_BRAILE

1.743546

2.603

0.009232

QT_CONCLUINTE_TOTAL

0.005989

2.110

0.034840


Foi significativo para uso de materiais em libras a carga horária total do curso em conjunto ao uso de materiais táteis e em braile. Desta forma, um estudo adequado entre a carga horária do curso e sua carga com uso de libras é preponderante para o bom desempenho da comunidade com deficiência auditiva ou surda. A relação de dependência ainda obtida entre os recursos para diferentes tipos de deficiências, auditiva e de visão, pode indicar uma ação conjunta e igualitária das coordenações destes cursos entre materiais pedagógicos para estas duas necessidades de acessibilidade dos alunos, não priorizando uma ou outra. Neste caso específico, há uma possibilidade de relação espúria entre as variáveis, na qual não há uma evidente relação de causa e efeito entre as mesmas. Tomada em seguida a variável de Material em Braile como dependente, pode-se confirmar ou refutar esta informação:

MCfadden’s R2

ML (Cox-Snell) R2

Cragg-Uhler(Nagelkerke) R2

AUROC

0.478

0.457

0.633

0.9175

Variáveis

Estimate

Z value

Pr(<|Z|)

(Intercept)

-5.8138

-3.8479

1e-04

IN_MATERIAL_AMPLIADO

1.9056

2.1527

0.0313

IN_MATERIAL_TATIL

1.9451

2.8460

0.0044

IN_MATERIAL_LIBRAS

1.4164

2.0883

0.0368

IN_TRADUTOR_LIBRAS

2.5021

1.9963

0.0459


Confirma-se o achado anterior, pois agora apenas houve troca de posições entre as variáveis, com o material em libras em conjunto ao tradutor de libras agora tomando o lugar de explicativos. Soma-se às variáveis preditivas o uso também de material ampliado e material tátil – ambos neste caso com total sinergia com materiais em braile. Nenhuma outra variável mostrou-se relevante.

 Recursos de Informática Acessíveis

Tomada a importância quanto ao uso de ferramentas de planilhas eletrônicas e calculadoras financeiras no desenvolvimento dos cálculos do curso de gestão financeira, cabe uma última análise da relevância das variáveis impactantes quanto a abordagem de recursos de informática acessíveis. 

Os coeficientes encontrados para equação foram amparados pela estatística de Nagelkerke igual a 0.516, McFadden igual a 0.412 e AUROC de 0.9004. Os recursos de comunicação vieram a compor forte aprovação e elevado coeficiente positivo para predizer o uso de recursos de informática. Acompanhou na sua explicação o uso de materiais de áudio, reforçando mais uma vez a importância dos materiais de acessibilidade na rotina de desenvolvimento de ensino e aprendizado do curso a distância.

MODALIDADE PRESENCIAL DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA 

Quantidade de Ingressantes

Alocou-se como variável de resposta a “Quantidade de ingressos total” e todas as demais como independentes. Foi realizada uma regressão múltipla, utilizando o método stepwise backward. Para a modalidade de curso presencial são abordadas todas as 25 variáveis. Após rodar os procedimentos da regressão, foram significativas à equação apenas 7 delas por não apresentaram multicolinearidade entre si, chegando-se a um R quadrado ajustado de 86,58% e um teste F com valor 0,0000, permeando ótimo valor de representatividade. Os resíduos da regressão demonstraram posicionamento de ruído branco, porém com leves formações – discorrendo a ausência de alguma variável não postada no modelo, mas que foi considerado ainda adequado ao uso da equação desenvolvida, conforme visto a seguir:

Os coeficientes da equação e seus valores de probabilidades quanto a hipótese nula são:

Portanto, as sete variáveis acima demonstraram ser significativas para explicar o ingresso dos alunos. A quantidade de matrículas totais está em sintonia com o número de ingressos no primeiro semestre, conforme já era esperado, porém com valor de coeficiente abaixo de 1,0. As outras duas variáveis aportaram coeficientes com valores muito mais extremados. Averigua-se que o fato do curso em gestão financeira ser matutino tem chamado muito mais a atenção do alunado do que cursos integrais ou noturnos. Idem para a presença de disciplinas semi-presenciais, que possibilita o seu desenvolvimento fora da universidade em horários alternativos e melhor ajustados ao cronograma de cada aluno. A gratuidade de cursos ofertados por universidade públicas não pode ser a motivação do curso matutino obter maior destaque no ingresso, visto que este primeiro tem coeficiente negativo e de alta representatividade. O fato de cursos gratuitos serem em grande medida de período integral, pode ser o entendimento desta relação negativa, o que não possibilitaria ao discente trabalhar em outro período. Pelo fato deste curso ser direcionado a profissionais já em atuação no mercado, é perceptível que a busca por este curso tem melhor amparo na possibilidade de trabalhar em algum dos períodos, matutino ou vespertino. Outra comprovação deste entendimento é o fato da presença de disciplinas semi-presenciais aportarem significância, pois gera flexibilidades de horários aos discentes em um ou alguns dias da semana. Entende-se destes achados, finalmente, que o perfil dos discentes deste curso opta principalmente por cursos de universidades particulares.

No quesito de acessibilidade, houve forte aprovação da necessidade de material em braile. Interessantemente, a presença de material tátil obteve coeficiente negativo, indicando relação inversa ao estímulo ao ingresso no curso de finanças. O fato dos inúmeros materiais táteis disponíveis no mercado de educação, somado a necessidade uma matriz de disciplinas quantitativas no curso, poderia desestimular o ingresso deste perfil de aluno? Aqueles com necessidades de acessibilidade, por sua vez, buscam pelo diploma de tecnólogo em finanças com materiais em braile, conforme confirmado nos dados, assim como materiais de áudio. Denota-se que a acessibilidade a deficientes visuais parciais ou totais foram os fatores pedagógicos de maior busca.

Quantidade de Concluintes

Por ser uma variável discreta, novamente procedeu-se a aplicação de uma regressão múltipla com a variável Concluinte Total como variável de resposta e as demais como independentes. Foi realizado o procedimento Stepwise Backward e eliminação dos valores Outliers da variável dependente. O resultado dessa remoção pode ser observado no Boxplot abaixo comparando antes e após a remoção:

 Os resultados são os apresentados no modelo de equação abaixo:

Coeficiente

Valor Estimado

Erro Padrão

Valor-Z

Valor-P

(Intercept)

-22.65809

2.77231

-8.173

1.36e-13

IN_TRADUTOR_LIBRAS

1.19005

0.47429

2.509

0.0132

IN_NOTURNO

22.62244

2.69686

8.388

3.99e-14

QT_INGRESSO_TOTAL

-0.34353

0.01917

-17.923

< 2e-16

QT_MATRICULA_TOTAL

0.47596

0.01383

34.425

< 2e-16


A equação apresentou um R² ajustado de 0,9447, aprovação no teste F com um valor-P menor que 2,2 E-16. A normalidade dos resíduos foi significativa como pode ser observado no Boxplot e no resultado do teste Kolmogorov-Smirnov equivalente a 0.0789:

Interessantemente, inverteu-se a situação dos concluintes com relação às expectativas dos ingressantes. Agora, a variável que mais fortemente impactou no número de concluintes foi o fato do curso ser noturno (com um elevado coeficiente de 22,62). Os resultados anteriores demonstraram que o ingresso nesse curso era prioritário pelo fato dele se apresentar em formato matutino, mas os dois a três anos de curso posteriores possibilitaram àqueles que estavam matriculados em cursos noturnos maiores possibilidades de formatura. O fato da quantidade de ingresso aportar um coeficiente negativo, demonstra que quanto mais alunos ingressam, reduz-se o número de concluintes. Isso demonstra o grau de evasão do curso proporcional ao seu coeficiente. A quantidade de matrícula ser significativa era novamente esperada frente sua relação estreita com esta variável: para concluir o curso, é necessário estar em situação de vínculo com a instituição ou em situação de formado.

Dentre as variáveis mais relacionadas à parte pedagógica, apenas destacou-se a necessidade da presença de tradutores de libras. Esta foi outra grande mudança constatada. Materiais para deficientes visuais parciais ou totais foram mais estimulantes ao ingresso no curso (braile e áudio), mas os materiais em libras para deficientes auditivos foram os que mais aumentaram o número de concluintes. Este achado de pesquisa pode servir de estímulo aos cursos de tecnologia em gestão financeira a melhorarem o ensino relacionado a deficientes visuais, principalmente no quesito de cálculos necessários nas disciplinas.

Oferta de disciplina Semi-presencial

Tomada a relevância que a oferta de disciplina semi-presencial aportou no ingresso dos alunos, procurou-se entender-se se esta variável sofria influência das demais variáveis ora em análise, tomando-a neste momento com o variável dependente. Pelo fato de ser binária, aplicou-se procedimentos da regressão logística, incorrendo nos seguintes resultados:

MCfadden’s R2

ML (Cox-Snell) R2

Cragg-Uhler(Nagelkerke) R2

AUROC

0.189

0.199

0.288

0.7839

Coeficiente

Valor Estimado

Valor-Z

Valor-P

(Intercept)

3,426644

2,045000

0,040890

NU_CARGA_HORARIA

-0,002901

-3,106000

0,001895

IN_DISCIPLINA_LIBRAS

1,752629

3,263000

0,001101

IN_TRADUTOR_LIBRAS

0,988576

2,666000

0,007672

QT_CONCLUINTE_TOTAL

-0,037537

-2,832000

0,004624

QT_INGRESSO_TOTAL

0,030826

3,584000

0,000339


Mesmo com todos os coeficientes aprovados o modelo apresentou baixos valores nos pseudo-R² e nas outras estatísticas de modelos de regressão logística. Cabe notar, todavia, que seu resultado AUROC foi mais expressivo, alcançando 0,7839.

A quantidade de ingressantes confirmou sua relevância desta variável, indicando que quanto maior a busca dos discentes por cursos tecnólogos em finanças, aumenta a probabilidade deste curso dispor de disciplinas semi-presenciais. Todavia, os concluintes denotam outra realidade. Quanto maior o número de concluintes, diminui a probabilidade de o curso possuir disciplina semi-presencial, visto a presença de um coeficiente negativo, porém baixo, não vindo a ser tão expressiva essa diminuição. A adoção de disciplina semi-presencial em libras com tradutor veio a ser a variável mais relevante por deterem os maiores coeficientes.

Materiais Digitais Acessíveis

Pelo fato da presença dos materiais digitais acessíveis ter sido relevante na equação de previsão dos concluintes do curso a distância, procurou-se averiguar também a título de comparação quais variáveis seriam as mais influentes para que estes cursos adotem também estes materiais na modalidade presencial:


Estatísticas do Modelo

MCFadden's R2

0.556

McFadden's Adj R2

0.497

ML (Cox-Snell) R2

0.523

Cragg-Uhler (Nagelkerke) R2:

0.710

Concordância

0.942

Discordância

0.058


Essencialmente, os cursos de gestão financeira presenciais que abordam materiais digitais têm uma melhor eficácia em seu uso quando estão localizados nas capitais dos estados, possuem laboratórios e adotam recursos de informática e de comunicação. Adicionalmente, abordam materiais impressos conjuntamente ao material digital e integram-se a materiais ampliados e de áudio no apoio à acessibilidade.

Materiais em Libras e Braile

A adoção de materiais de acessibilidade em libras do curso presencial seguiu o mesmo padrão de variáveis explicativas do curso a distância, ofertando sinergia ao uso de matérias táteis e em braile (com possível relação espúria entre as variáveis)    mas houve o diferencial da presença de significância estatística para os guias interpretes, assim como para abordagem de materiais de acessibilidade em áudio e recursos de comunicação. A relevância do uso de material de áudio não é contraditório frente aos diferentes níveis de deficiência que atingem a audição e que requerem materiais compatíveis com aparelhos auditivos, assim como aplicáveis aos recursos de comunicação com alternativas visuais ao som, ou seja, com abordagem de legendas, alertas visuais, dentre diversas outras funcionalidades.


Estatísticas do Modelo

MCFadden's R2

0.524

McFadden's Adj R2

0.468

ML (Cox-Snell) R2

0.481

Cragg-Uhler (Nagelkerke) R2:

0.673

Concordância

0.928

Discordância

0.072


Com relação aos materiais em braile, o maior diferencial com relação ao curso a distância foi a relevância dos cursos da capital aportarem explicação negativa na adoção desta acessibilidade aos discentes. As demais relações são equivalentes:


Estatísticas do Modelo

AUROC

0.914

MCFadden's R2

0.459

McFadden's Adj R2

0.610

ML (Cox-Snell) R2

0.433

Cragg-Uhler (Nagelkerke) R2:

0.610

Concordance

0.912

Discordance

0.088


Recursos de Informática Acessíveis

Como tratativa final, foram configuradas análises para averbação das explicações possíveis para a importância dos recursos de informática acessíveis no curso presencial, com obtenção da equação a seguir, justificadas pelos teste de Nagelkerke (0.599) e McFadden’s (0.464), confirmada pela estatística de concordance de 0.904:

Coeficiente

Estimate

Std. Error

z value

Pr(>|z|)

(Intercept)

1.3383

0.6453

2.074

0.038076

IN_MATERIAL_DIGITAL

2.0122

0.5417

3.715

0.000203

IN_MATERIAL_AMPLIADO

1.7884

0.5501

3.251

0.001150

IN_MATERIAL_AUDIO

2.2897

0.8567

2.673

0.007524

IN_MATERIAL_LIBRAS

-1.7102

0.7416

-2.306

0.021095

IN_DISCIPLINA_LIBRAS

-2.7643

0.7285

-3.794

0.000148

IN_RECURSOS_COMUNICACAO

1.5903

0.5451

2.917

0.003529


Nota-se uma quantidade mais expressiva de variáveis aprovadas, sendo cinco delas pertinentes a materiais com acessibilidade. O destaque está no fato das duas variáveis de acessibilidade visual (material ampliado e áudio) deterem coeficientes positivos, incorrendo em maiores probabilidades dos cursos utilizarem recursos de informática quando estes materiais são abordados. As variáveis de acessibilidade para audição (material e disciplina em libras), o oposto, obterem sinal negativo em seus coeficientes, indicando a maior quantidade dos materiais e disciplinas de libras diminuem as probabilidades de uso dos recursos de informática. Em complemento, os materiais digitais e de recursos de comunicação integraram positivamente as abordagem metodológicas da variável de resposta.

Referências

INEP. Censo da Educação Superior. 2020. Disponível em: http://inep.gov.br/microdados. Acesso em: 17 ago. 2020.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.