Informes Científicos


  •  27/10/2021 18:32

Por Daniel Christian Henrique, Luiz Ricardo Mendes da Silva, João Carlos Prats Ramos e Gianpiero Camargo Bedin. Em continuidade à série de postagens que iniciamos com relação às variações dos preços dos alimentos em diversas regiões do país após as geadas de inverno e de possíveis mudanças climáticas, via uso de aplicações de Machine Learning nos modelos de Deciosion Tree e Randon Forest, agora discorreremos sobre as variações dos preços do tomate, do alface e do mamão na cidade de São Paulo, sob impacto das variáveis meteorológicas medidas pelo Inmet na região do Mirante de Santana. Esses três produtos foram um dos mais atingidos na capital paulista pelo frio extremos e geadas deste inverno.

  •  30/09/2021 16:17

Por Daniel Christian Henrique. Dentre as inúmeras variedades de lavouras atingidas no recém terminado inverno com as geadas, o café arábica plantado no sul e sudoeste de Minas Gerais foi um dos mais impactados, alavancando seu preço no mercado nacional e internacional. Buscou-se, então, neste informe científico pesquisar quais são as variáveis dispostas pelo INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) coletadas para as cidades de São Sebastião do Paraíso, Passos, Varginha, Caldas, Machado e Passa Quatro que mais contribuem nas flutuações da variação percentual do preço do café arábica. As variáveis dispostas pelo INMET coletadas são aquelas que possam ocasionar os diversos tipos de geada - de advecção, radiação, mista, negra ou branca ou advindas das mudanças climáticas....

  •  06/05/2021 15:46

Por Daniel Christian Henrique, João Carlos Prats Ramos (bolsista Pibic de pesquisa) e Luiz Ricardo Mendes da Silva. Após a queda abrupta em meados de fevereiro e março do ano de 2020 das bolsas de valores ao redor do mundo, houve uma contínua recuperação de forma geral, algumas inclusive superando suas pontuações pré-pandemia, como o índice S&P500. Outras por sua vez, em ritmo lento e não alcançando o patamar anterior. A recuperação em cada país, por sua vez, está entrelaçada com suas variáveis econômicas, políticas e sociais, amealhando seus índices a maiores ou menores situações de risco e consequentemente a flutuações nos seus retornos com diferentes níveis de volatilidades.....

  •  16/04/2021 18:56

Por Daniel Christian Henrique e João Carlos Prats Ramos (bolsista Pibic de pesquisa). O aumento dos custos da produção de suínos contabilizou uma elevação cumulativa de 4,78% entre janeiro e março de 2021. Se somar o fato de que o acumulado total de 2020 foi de 48,78%, desde o início da pandemia já há um percentual total de 53,56%. Parte significativa deste aumento é atribuída às elevações dos preços dos grãos que servem de nutrição aos suínos, próximo a 80% do custo total de sua produção (EMBRAPA, 2021). Os grãos mais comuns para uso no consumo de suínos é o milho e a soja

  •  20/02/2021 10:18

Por Daniel Christian Henrique, João Carlos Prats Ramos (Bolsista de pesquisa Pibic), Luiz Ricardo Mendes da Silva, Eduardo de Souza Ronsoni e Jucemar Paes Neto. Este informativo procurou analisar se haveria um relacionamento dependente dos reajustes dos rendimentos médios dos trabalhadores (não especificamente o salário mínimo) com os preços da cesta básica nas capitais brasileiras. Ainda, se as elevações ou baixas dos rendimentos médios ocasionariam reajustes dos preços das cestas básicas....

  •  24/12/2020 15:25

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS) e Daniel Christian Henrique. Há uma relação intrínseca entre as variáveis independentes “oferta de crédito” e “emprego” na análise adequada de quais delas podem mais impactar na variável dependente “vendas de veículos”. Essa relação foi averiguada, então, para o estado de Santa Catarina com um comparativo com o estado de São Paulo, visto ser o estado com a economia mais vigorosa do país. Pelo fato dos meses de fevereiro a setembro de 2020 teriam sido marcados por um período anormal de vendas de veículos advindo da pandemia, com os ânimos e ansiedades se arrefecendo próximos a outubro (mesmo com o crescimento dos casos de coronavírus decorrentes da segunda onda) e as demandas por veículos iniciarem sua retomada de vendas em outubro (confirmando ainda as pesquisas da Anfavea), optou-se por realizar as análises com dados mensais de janeiro de 2004 a dezembro de 2019 a fim dos fortes impactos do período pandêmico não gerarem distorções nas análises....

  •  29/09/2020 13:12

Por Daniel Christian Henrique, Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS), Luiz Ricardo Mendes da Silva e Eduardo de Souza Ronsoni. As praticas e recursos pedagógicos muitas vezes precisam ser diferenciados, não possibilitando a manutenção apenas da transmissão de conteúdo professor-aluno por aulas expositivas. Ensino com uso de materiais digitais, recursos audiovisuais, em laboratórios de informática, incluindo acessibilidade a discentes com deficiência visual ou auditiva, parcial ou total, são alguns dos exemplos passíveis de tornarem-se um diferencial para os discentes deste perfil de curso. Dentro deste contexto, surge a questão: quais recursos de ensino disponibilizados nas variáveis do INEP em seu Censo da Educação Superior estariam mais contribuindo ao ensino e aprendizado das modalidade presencial e a distância dos cursos superiores de tecnologia em gestão financeira?.....

  •  13/07/2020 22:30

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS) e Daniel Christian Henrique. Foi realizado um estudo objetivando averiguar se o aumento ou diminuição das probabilidades dos alunos da educação superior brasileira concluírem ou não seu curso estão relacionadas a algumas destas bolsas e financiamentos, assim como quais estão mais contribuindo para esta formação. Os dados foram obtidos do Censo da Educação Superior de 2018 (INEP, 2020) utilizando o banco de dados “Alunos” formado por 105 variáveis com mais de 10 milhões de alunos. Portanto, procedimentos de análise com programações de dados em big data foram requisitados para instauração das análises.

  •  13/07/2020 21:13

Por Daniel Christian Henrique. Grandes empresas do segmento de varejo como Via Varejo (VVAR3 ON), Magazine Luiza (MGLU3 ON) e Lojas Americanas (LAME 3 ON) já recuperaram integralmente o valor de suas cotações e até mesmo superando-as quando comparado ao período de fins de fevereiro (ECONOMÁTICA, 2020). Surge, desta forma, o questionamento: o retorno destas empresas e suas volatilidades estariam também influenciando a retomada da B3? Ou o contrário, a retomada gradual da bolsa estaria impactando positivamente nos investimentos deste segmento que tende a se concretizar ainda mais na sociedade no período pós-pandemia?

  •  23/06/2020 10:52

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS), Luis Ricardo Mendes da Silva e Daniel Christian HenriqueSão Paulo configura atualmente o estado com maior arrecadação de impostos do país (COORDENAÇÃO-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA, 2020), demonstrando o forte potencial de produção de sua indústria e de sua prestação de serviços. Adicionalmente, desponta como o estado com maior PIB do país, contabilizando em 2017 o total de R$ 2,09 trilhão (IBGE, 2020; SEADE, 2020). Todavia, com o novo panorama de previsões de diminuição do PIB brasileiro já atingindo patamares de retração que alcançam os -6,51% para 2020 (BACEN, 2020), oriundo da crise instaurada pelo coronavírus no início deste ano, o estado consequentemente também continuará sentindo seus efeitos em toda sua atividade econômica, impactando na riqueza gerada em seus segmentos produtivos. Na gestão governamental, portanto, um adequado modelo de previsão de arrecadação e do PIB Per Capta vem a ser fundamental nesta situação para equilibrar os gastos futuros e manter o estado dentro da lei de responsabilidade fiscal e projetar a retomada de seu PIB.

  •  15/06/2020 10:36

Por Jucemar Paes Neto (bolsista de extensão PROBOLSAS) e Daniel Christian Henrique. Segundo a FENAUTO (2020), desde o início da quarentena as vendas de veículos estão em queda, com recuo de 65,2% nas vendas de maio em comparação ao ano passado. No contínuo desse cenário fica o questionamento do quanto essa redução na frota futura poderá perceber mudanças na arrecadação do IPVA para o estado. Para tanto, a variável IPVA foi alocada como variável de resposta (Y) a ser explicada pelas demais (Xn) escolhidas como potenciais preditoras, a fim de analisar quais destas últimas poderiam ampliar ou reduzir a arrecadação deste tributo decorrido do impacto que a pandemia do coronavírus permeou nas vendas de veículos neste ano.